Apenado de Tarauacá é aprovado na Ufac

Após realização da aplicação de provas do Exame Nacional do Ensino Médio para pessoas privadas de liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (ENEM PPL/21). O Instituto Socioeducativo do Acre (ISE/AC) divulgou a aprovação de um de seus inscritos no certame.

Aprovação é resultado da união de esforços entre Governo do Estado e equipe do Iapen. Foto: Iapen/AC.

O preso Paulo Ricardo Machado Lacerda, da unidade prisional de Tarauacá foi aprovado na Universidade Federal do Acre (Ufac) para o curso de Engenharia Florestal, campus de Cruzeiro do Sul, ficando em vigésimo quinto lugar em sua classificação geral.

Francisca Luciana da Silva coordenadora técnica e pedagoga do sistema prisional de Tarauacá. Realizou a inscrição de 38 detentos, Paulo Ricardo alcançou nota favorável e foi inscrito no  Sistema de Seleção Unificada (Sisu) alcançando a tão sonhada vaga.

Luciana destaca que o propósito de se inscrever os detentos no Exame Nacional do Ensino Médio, traz aos mesmos a oportunidade de continuarem seus estudos, além de possibilitar também a reinserção destes na sociedade.

“ Nosso objetivo maior é oportunizar o preso a dar continuidade na sua vida estudantil, e também a oportunidade da ressocialização. Porque sabemos que hoje ele está aqui conosco, mas amanhã vai estar na sociedade convivendo com todos,” explicou.

Para o presidente do Iapen, Arlenilson Barbosa a aprovação do apenado, demonstra o esforço do Governo do Estado, da equipe do Iapen, e de várias parcerias como com a Secretaria Estadual de Educação, o que proporcionou o aumento de 43,69% o número das atividades educacionais do instituo, segundo o Sistema de Informações do Departamento Penitenciário Nacional (SISDEPEN). “São números significativos, a educação é fundamental para o processo de ressocialização e reintegração que é o nosso objetivo, devolver à sociedade um indivíduo melhor, essa é a finalidade do sistema, não ser só um sistema que pune, mas que ressocializa e integra,”explica.

O presidente também destacou a importância da ordem e da disciplina do sistema prisional para que sejam implementadas tais ações de ressocialização. “É preciso ter um ambiente controlado, com ordem, com disciplina, e é isso que a gente vem realizando durante esses anos, hoje nós temos um sistema padrão de ordem que possibilita essas ações de ressocialização, esse é o nosso objetivo, resssalta.”

Cléber Lacerda, irmão de Paulo Ricardo, falou da satisfação da família quanto à sua aprovação, o que demonstra a busca de novas oportunidades. “Estamos muito felizes por essa conquista, pois ele está tentando buscar um caminho melhor mesmo hoje não se encontrando liberdade,”afirmou.

%d blogueiros gostam disto: