Boliviana é vítima de latrocínio em mercado municipal de Epitaciolândia

Uma comerciante boliviana identificada Maria Eugênia Alavi Burgoa, de 39 anos, foi barbaramente assassinada na manhã desta que quarta-feira, dia 4, no Mercado Municipal de Epitaciolândia, localizado em frente ao Fórum da cidade.

Maria era bastante conhecida por ser filha de comerciante e fazia compras de alimentos no mercado, levando para ser revendidos na cidade de Cobija, capital de Pando no lado boliviano.

Os assassinos chegaram em uma moto e primeiro averiguaram se a vítima estava no local. Ao perceberem que ela estava na parte de trás sentada e conversando com um dos funcionários, foi até a mulher e sacou de uma pistola e apontou contra o rosto.

O bandido efetuou o primeiro disparo no rosto da mulher e após cair, efetuou o segundo. Somente depois retirou a bolsa onde continha o dinheiro que seria usado para fazer as compras.

Em seguida, o assassino foge com o comparsa que o espera ao lado do mercado. As pessoas que estavam no local saíram correndo apavorados temendo por suas vidas, enquanto a dupla tomava rumo ignorado.

As policias Civil e Militar foram acionadas. O delegado titular do Município, Luís Tonini está à frente do caso.

 

Sem Rabecão

A cerca de dois anos, os municípios que compõem a regional do Alto Acre estão sem o carro especializado para resgatar vítimas de tragédias como essa. Os corpos estão sendo colocados em sacos e levados na carroceria de caminhonetes e lavados para o IML na Capital.

Segundo o delegado, essa é realidade no momento, onde as vítimas estão sendo tratadas com desdém. As autoridades policiais vêm sendo questionadas com descaso por parte da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Acre.

Em conversa recente com o Secretário Paulo César, comentou que esses veículos estão sendo reformados e outros adquiridos, mas, não deu prazo para serem entregues nas delegacia e regionais do Estado.

%d blogueiros gostam disto: