Durante festa em bar, homem é executado com tiro de espingarda na zona rural de Rio Branco

O jovem Édson Sales Magalhães, de 20 anos, foi morto com tiro de espingarda na madrugada desse domingo (10) durante uma festa clandestina em um bar no Ramal Circular, no quilômetro 7 da Estrada Transacreana, na zona rural de Rio Branco.

A comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, major Jokebed Lima, informou que a festa não tinha liberação para ocorrer e que o bar, provavelmente, também funciona de forma irregular, sem as licenças.

A polícia recebeu a informação que foi o dono do bar que teria atirado contra a vítima, mas não se sabe ainda a motivação do crime.

“A festa era clandestina, não foi informada às autoridades, a gente não tinha conhecimento dessa festa. Informaram que o suspeito de ter matado é o dono do bar, mas não sabemos o que aconteceu de fato. Quando nossa equipe chegou no local, não tinha mais ninguém, estava somente o corpo da vítima caído e com ferimento de tiro”, disse a comandante.

No local do homicídio, polícia encontrou motocicleta queimada e armas de fogo — Foto: Arquivo/PM-AC

No local do homicídio, polícia encontrou motocicleta queimada e armas de fogo — Foto: Arquivo/PM-AC

Ainda conforme a polícia, no local foi encontrada uma motocicleta queimada. Mas, segundo a comandante não se tem ainda a informação se existe alguma relação com o homicídio. Duas armas de fogo foram apreendidas no bar.

O corpo da vítima foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) da capital, onde foi identificado. O caso deve ser investigado pela Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

%d blogueiros gostam disto: