Polícia Militar e Gefron intensificam segurança na regional do Alto Acre

A comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar do Alto Acre, Major Ana Cássia, juntamente com o Coordenador Operacional do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), Tenente Coronel Rômulo Modesto, estiveram no estúdio do jornal on-line oaltoacre.com, para falar dos trabalhos que estão realizando na fronteira.

Na entrevista, os oficiais destacaram a importância da parceria do governo federal, através do Programa V.I.G.I.A. que está atuando em sete estados do Brasil, com intuito de atuação integrada entre as forças de segurança nas fronteiras visando combater o crime organizado, tráfico de drogas, contrabando, entre outros delitos. O programa vai expandir o número de capacitações e construir novas parcerias com instituições e forças policiais.

Tenente Coronel Rômulo Modesto, coordenador operacional do Gefron e Major Ana Cássia, comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar no Alto Acre.

Segundo a Major/PM Ana Cássia, essa integração entre as forças de segurança do Acre, está obtendo bons resultados, com ações rápidas levando mais segurança nas cidades da fronteira principalmente, mas, como também em toda regional do Alto Acre.

A oficial destacou a importância da participação dos moradores em ajudar, denunciando fatos através do número 190 (Emergência), onde o denunciante é mantido em segredo. Por isso, pede que sejam parceiros da Polícia Militar.

Para o Tenente Coronel Rômulo, que esteve à frente do 5º Batalhão e agora está na coordenação operacional do Gefron, também destacou o trabalho onde envolve todos setores na área estadual e federal. Atualmente estão realizando trabalho ostensivo em bases operacionais até o final do ano de 2020.

A partir de 2021, novas operação irão acontecer com novos planos de trabalho coordenado com intuito de combater o crime. Tanto a Polícia Militar, Civil, Federal e se necessário, com homens do Exercito Brasileiro, estão a postos para atuar sempre que forem chamados.

Os trabalhos conjuntos, ultimamente vem obtendo bons resultados. Em 48 horas, recentemente, foram quase 100 quilos de drogas apreendidos, faccionados procurados, homicidas e outras pessoas que estão à margem da lei, foram presos ou capturados na região de fronteira do Acre.

%d blogueiros gostam disto: