Vereador dispara: “Nós vamos ficar aqui até a chegada do BOPE!”

No último sábado, 06, os vereadores de Epitaciolândia atenderam um clamor da população do município e fecharam a ponte de acesso à Bolívia. O motivo, o aumento no roubo de veículos na região.

Epitaciolândia é um município no interior do Acre com aproximadamente 18.979 pessoas, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, e encontra-se na região de fronteira entre o Brasil e a Bolívia, fazendo divisa com o município de Cobija no país vizinho.

Presidente da Câmara de Vereadores em Epitaciolândia participa da manifestação pacífica que interditou a ponte de acesso à Bolívia

Nos últimos meses a crescente no número de assaltos de veículos ciclo motores e auto motores, fez com que a população clamasse por providências do poder público na região. Isso porquê, com a falta de fiscalização na ponte que dá acesso ao país vizinho facilita a venda dos veículos roubados já em solo boliviano. Segundo informações, em menos de 24 horas foram roubadas 06 motos na região.

O presidente da Câmara de Vereadores de Epitaciolândia, Diojino Guimarães (MDB), disse em entrevista ao Diário Fronteira, que repudia a falta de apoio da Prefeitura de Epitaciolândia em relação à manifestação pacífica realizada e que já na próxima segunda-feira deverá está se reunindo com a cúpula da segurança pública, juntamente com o Cel. Ulisses afim de resolver esse problema que tem atormentado toda a Regional do Alto Acre, em especial Brasiléia e Epitaciolândia.

A ponte foi liberada ainda no sábado, após o comando da Polícia Militar enviar uma guarnição do Batalhão de Operações Especiais – BOPE, para ficar de sentinela no local. Entre os que estiveram na manifestação que interditou a ponte estavam os vereadores Diojino Guimarães, Zé Maria e Rubens.

Confira o vídeo na íntegra:

%d blogueiros gostam disto: