Após pressão popular, donos de postos decidem reduzir preço de combustíveis em Cruzeiro do Sul

Após muitas reclamações dos consumidores, os donos de postos de combustíveis em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, decidiram reduzir o preço dos produtos. Nesta quarta-feira (7), na maioria das bombas da segunda maior cidade do Acre, a gasolina e o óleo diesel tiveram uma baixa no preço do litro em média de 15 centavos.

Desde que as refinarias anunciaram uma série de reduções no preço dos combustíveis, motoristas passaram a cobrar do empresário que o preço baixasse também nas bombas. A reclamação era que quando o preço tem aumenta, logo é repassado para os clientes, mas o mesmo não ocorre quando é registrada a redução.

“A gente fica triste porque quando sobe o preço, os empresários dizem que é porque a Petrobras aumenta, mas quando baixa o preço lá, não tem essa mesma redução aqui. A gente sempre questiona, mas nunca nossos direitos são atendidos. É muito complicado”, criticou o mototaxista Ageilson Damião no dia em que soube que o preço dos combustíveis tinha reduzido nas refinarias.

Nesta quarta-feira, os consumidores passaram a pagar a gasolina com desconto. O litro da gasolina que era de R$ 5,75, em média, e baixou para R$ 5,60. Mesmo sendo um desconto menor do que os consumidores esperavam, a redução foi comemorada.

“É sempre bom ter um desconto, mesmo que seja de 10 centavos, faz muita diferença”, disse o professor Francisco Evangelista.

O taxista Jânio Cavalcante também afirma que a redução do preço da gasolina gera uma economia para os clientes. No entanto, ele espera que o desconto possa ser ainda maior.

“Melhora muito pra gente, pois rodamos muito e é grande o nosso consumo de combustível. Agora se baixasse mais um pouco ficaria ainda melhor pra nós. Esperamos que possa baixar mais porque aqui o preço da gasolina é um absurdo. A gente vê que até Guajará (AM) tem um preço mais barato do que aqui”, lamenta Cavalcante.

Os empresários alegam que o valor do ICMS e a logística para que o produto chegue a Cruzeiro do Sul, fazem com que o preço do combustível na segunda maior cidade do Acre seja um dos mais altos do país.

Arenilson Paixão, gerente de uma rede de postos, diz que só foi possível dar o desconto a partir desta quarta, depois que baixaram o estoque da compra que tinha sido feito com o preço que era praticado pelas distribuidoras antes de repassarem a redução para os postos.

“Com a dedução chegada até os postos, após termos esgotado o estoque da compra que tínhamos feito anteriormente com o preço ainda elevado, a gente observou que dava para trabalhar com essa dedução também e repassamos ao consumidor”, justificou.

%d blogueiros gostam disto: