Mediadores do Instituto Dom Moacyr cobram três meses de salários atrasados a Cameli

O governador Gladson Cameli foi pego de surpresa por um grupo de profissionais do extinto Instituto Dom Moacyr que está há quase três meses sem salários. Os trabalhadores receberam pela última vez em dezembro, e desde então não têm notícias sobre uma nova folha de pagamento.

O grupo estava na Cidade do Povo, durante cerimônia de entrega de equipamentos e veículos para a Segurança Pública. Abordaram o governador e ele garantiu ao grupo que conversaria sobre o assunto. Uma das trabalhadoras sem salário é a Sônia Maria, que só recebeu na segunda quinzena de dezembro.

“Eles dizem que vão resolver, e que vão vir aqui, mas quando chega o dia não vem, e não resolvem. O Gabriel nunca veio aqui na instituição. Nós não temos salários, e tem gente que já não tem como vir para cá. Não tem internet, chove dentro das salas. Desde que o Instituto extinguiu, acabou, estamos nessa situação”, denuncia.

Questionado pelo ac24horas, o governador Gladson Cameli afirmou que já sabe da situação e que determinou que o problema seja resolvido com urgência, para os trabalhadores não ficarem na mão. Mesmo assim, Gladson não deu data para que a questão saia do papel e seja resolvida.

“Eu já pedi para a equipe entrar em contato com eles para saber o que está acontecendo. Estou pedindo uma auditoria na folha de pagamento do Estado. Problemas temos, e o meu governo também tem problemas. Eu estou todo dia tentando resolver problemas porque o povo não aguenta mais esperar”, lembrou Cameli.

%d blogueiros gostam disto: