PM acusado de matar homem perde a farda e deve cumprir pena em presídio comum

FOTO: REPRODUÇÃO

O sargento da Polícia Militar Jorge Weston de Andrade Mendes, condenado pela Justiça por ter matado o vigilante Raimundo Carlos da Costa Araújo, após desentendimento num balneário de Rio Branco, situada na Estrada do Quixadá, em 2016, foi sentenciado agora pelo Juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar, Alesson Bras, a perder o cargo público do sargento da Policia

Conforme despacho, a decisão foi tomada depois de a 5ª turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negar um recurso apresentado pela defesa do PM.

Mendes ainda perdeu, conforme decisão da Justiça, o direito de cumprir a pena em estabelecimento militar. Ele deve cumpri pena em local separado do convívio de presos comuns, diz a sentença.

%d blogueiros gostam disto: