Agentes da Polícia Civil de Brasiléia e Core apreendem menor que matou taxista boliviano

Uma ação onde contou com agentes da Polícia Civil de Brasiléia e da Coordenadoria de Operações Recursos Especiais (Core), no início da tarde desta sexta-feira, dia 29, realizou um operação no Bairro Eldorado onde conseguiu localizar e prender o principal suspeito de assassinar o motorista de aplicativo no dia 13 de abril.

Os trabalhos de investigação durante esses dias, foi possível chegar até o acusado que estava em casa na companhia de filhos, quando foi surpreendido deitado na cama.

Segundo foi apurado pelo jornal oaltoacre na delegacia de Brasiléia, o menor de 17 anos foi detido, junto com a arma usada no crime, uma pistola 9 milímetros municiada, que foi apreendida.
Em sua defesa, conta que havia sido ameaçado de morte pelo taxista que fazia parte de um grupo criminoso rival, que iria ‘tomar conta’ do bairro controlado por ele.

Antes de sofrer qualquer tipo de ataque, o jovem resolveu que deveria tomar a iniciativa e foi até a casa e esperou o taxista chegar e o assassinar com vários tiros.

O mesmo confessou friamente o assassinato e contou com detalhes como realizou o assassinato e que não efetuou mais tiros, pelo fato do boliviano estar na companhia de seus filhos no carro.
Detido com a arma, o jovem foi levado para a delegacia de Brasiléia, onde seria realizado os procedimentos pelo delegado Ricardo Castro, que irá encaminhar a mesmo ao judiciário para ficar à disposição da Justiça.

Com a detenção do menor, outras investigações serão iniciadas para tentar saber se outras pessoas estão envolvidos no crime contra o boliviano.

Arma apreendida com menor pode ser a que usou para matar o taxista Fernando quando chegava em sua casa com a família.

%d blogueiros gostam disto: