Plácido elimina Rio Branco e garante vaga na semi final do Acreano 2019

Plácido de Castro e Rio Branco fizeram um jogo bem movimentado. Foto/Manoel Façanha
MANOEL FAÇANHA - ACEA Esportes

Num jogo de dois tempos distintos, onde no primeiro o Plácido de Castro foi superior e no segundo o Rio Branco mandou no jogo, o Tigre do Abunã venceu na noite desta quinta-feira (7), no estádio Arena da Floresta, o Estrelão por 3 a 2. Ismael (2) e Leandro anotaram os gols do Plácido. Doka e Laécio descontaram para o Estrelão.

Com o resultado, o Plácido de Castro avançou as semifinais do primeiro turno do Campeonato Acreano e praticamente levou o Independência de carona, pois o Humaitá precisará vencer o Náuas por 7 gols de diferença. Já o Rio Branco ficou pelo caminho

Jogo

Necessitando da vitória para carimbar vaga nas semifinais do primeiro turno, o Plácido de Castro começou querendo jogo e ainda aos 7 minutos, Renan Plácido chutou cruzado e a bola explodiu na trave estrelada.

Cinco depois, com o time estrelado “desligado”, o Tigre do Abunã abriu o placar. O estreante Ismael, após assistência tratou de escorar a bola para dentro da rede estrelada.

Com o Tigre marcando em cima e dando pouco espaço na saída de bola do Rio Branco, o segundo gol placidiano saiu de cruzamento do lado direita efetuado por Layo. O oportunista Ismael recebeu entre a defesa e finalizou no canto do goleiro Juninho, aos 22 minutos.

Com o resultado adverso, o técnico estrelado João Mota sacou Kinho e mandou Doka Madureira para o jogo, aos 28 minutos, mas pouco adiantou até a partida ir para o intervalo.

Reação estrelada e vacilo

No retorno das duas equipes dos vestiários, o Plácido de Castro perdeu a boa consistência no jogo contra um Rio Branco bem mais elétrico e explorando o lado direito com Doka, Nando e Chay.

Numa jogada individual de Doka Madureira o Rio Branco quase diminui a vantagem do Tigre. O atacante se livrou de dois jogadores do Plácido e finalizou rasteiro, mas a bola ficou no pé da trave do goleiro Roger.

Com o Tigre retraído, o Rio Branco conseguiu diminuir a vantagem numa bola parada de Doka Madureira, sem chance para o goleiro Roger, aos 23 minutos.

Sem o mesmo futebol do primeiro tempo, o Tigre apareceu com perigo ao gol adversário somente aos 28 minutos, num chutaço de Alemão, mas Juninho salvou. Um minuto depois, numa finalização área, o Plácido de Castro quase fez o terceiro, mas o goleiro Juninho fez milagre.

Melhor no jogo, o Rio Branco chegou ao empate aos 30 minutos. Chay faz grande jogada e fez a bela assistência para Laécio. O aniversariante da noite chutou para deixar tudo igual: 2 a 2.

O empate acomodou o Rio Branco que tratou de valorizar mais a posse de bola para gastar o tempo. No entanto, aos 49 minutos, numa bola parada, o zagueiro Leandro Neiva garantiu a vitória do Tigre e a eliminação do Rio Branco.

%d blogueiros gostam disto:

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/noticiasdafronte/www/wp-includes/functions.php on line 5275

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/noticiasdafronte/www/wp-includes/functions.php on line 5275

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/noticiasdafronte/www/wp-content/plugins/really-simple-ssl/class-mixed-content-fixer.php on line 110