Castanha coletada em Sena Madureira sofre alta, mas é exportada para fora do Acre

A valorização se dá por conta da competitividade do mercado. Há muitos compradores espalhados pelo município. Foto: ContilNet

Facebook WhatsApp Twitter

Nesta semana, o preço da lata da castanha na cidade de Sena Madureira aumentou para 75 reais, 20 reais a mais do que o praticado ao longo de todo o ano passado. A valorização se dá por conta da competitividade do mercado. Há muitos compradores espalhados pelo município.

De acordo com informações, a castanha coletada na floresta senamadureirense tem mercado consumidor garantido, indo parar em países como França, Alemanha, China e outras partes do mundo. “A castanha do Acre é toda exportada e aqui em Sena Madureira não é diferente. Estamos preparados para comprar qualquer quantidade”, comentou o empresário Marivaldo Rodrigues de Freitas.

Ele disse que somente no ano passado conseguiu comprar dos produtores locais 67 mil latas do produto. “Esperamos que a safra deste ano também seja boa. Trata-se de um produto bastante valorizado no momento”, frisou.
Países como Bolívia e Peru também absorvem a produção acreana.

Em Sena Madureira, há muitos trabalhadores atualmente ‘quebrando’ castanha na floresta. “É uma época em que várias pessoas tem uma lucratividade a mais para ajudar no sustento de suas famílias”, observou o comprador Antônio de Lima.

%d blogueiros gostam disto: