Em um mês, projeto leva sorvete a quase 200 pacientes com câncer no Acre

Crianças e adultos em tratamento contra o câncer recebem pote de sorvete durante a quimioterapia  — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Crianças e adultos em tratamento contra o câncer recebem pote de sorvete durante a quimioterapia — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Há um mês, voluntários de um projeto social de Rio Branco têm transformado a hora da quimioterapia em momentos mais leves e doces para os pacientes com câncer. A Associação Fada Madrinha entrega um pote de sorvete de limão para crianças e adultos que estão em tratamento contra a doença no Hospital do Câncer do Acre.

A ideia é aliviar os sintomas, diminuir as náuseas e o gosto dos remédios, além de levar um pouco de alegria e também uma palavra de ânimo e conforto para esses pacientes.

O projeto Poção do Amor começou a distribuir o sorvete em abril, em parceria com a empresa Amor com Geladin. Até esta segunda-feira (17), o grupo já entregou quase 200 potes de sorvete, levou máscaras faciais para adultos e crianças e revistas para colorir.

“A fruta cítrica e gelada alivia a boca seca e a náusea da quimioterapia. Entregamos para todos os pacientes que estão em tratamento. É um porte com uma colher descartável. A gente leva em um isopor e entrega para cada pacientes. Potes foram doados pelas pessoas do grupo Fada Madrinha e pelo os clientes da empresa”, contou Beatriz Figueiredo, presidente da Associação Fada Madrinha.

Voluntários entrega pote de sorvete para aliviar os sintomas e náuseas dos remédios da quimioterapia — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Voluntários entrega pote de sorvete para aliviar os sintomas e náuseas dos remédios da quimioterapia — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

A adolescente Jácila Lima, de 13 anos, não esconde a felicidade e o entusiasmo quando recebe um potinho de sorvete. “A gente se sente com um ato de gratidão porque sempre estão cuidando e doando o que é necessário para ver um sorriso na criança”, contou.

A mãe Laíce da Silva Lima, que acompanha a Jácila no tratamento, diz que as doações deixam a filha mais forte. “Quando elas veem ela se sente mais segura, trazer carinho e amor”, relembrou.

Preparo

 

Para chegar até aos pacientes sem nenhum risco, os voluntários conversaram com os enfermeiros para saber se algum tinha alguma restrição. O processo de preparo, embalagem e entrega também foi reforçado com toda segurança para não haver contaminação com o novo coronavírus.

Projeto leva sorvete a pacientes com câncer para aliviar sintomas da quimioterapia

Projeto leva sorvete a pacientes com câncer para aliviar sintomas da quimioterapia

Inicialmente, Beatriz disse que o foco eram apenas crianças. Contudo, os voluntários costumam entregar o pote de sorvete para todos os pacientes da quimioterapia.

“Temos a parte do cuidado do preparo, embalar e fazer tudo individual. Também conversamos com a equipe de enfermagem para saber quem tinha alguma restrição para consumir esses produtos. Mas, a grande maioria, pode receber e ficamos muito felizes porque, principalmente, as crianças ficaram mais alegres no momento tão difícil na luta deles”, destacou.

%d blogueiros gostam disto: