Polícia Militar prende faccionados com arma que seria usada para praticar assassinatos de rivais na fronteira

Ações realizadas por guarnições do Grupo de Intervenções Rápidas e Ostensivas – Giro, em Brasiléia, resultou na prisão de dois faccionados que estavam circulando pelas ruas da cidade de Brasiléia, portando um revólver de grosso calibre.

Segundo foi apurado com o Comando do 5º Batalhão, o grupo do Giro estava realizando ronda nas proximidades de antigo hospital Raimundo Chaar, quando percebeu dois indivíduos em uma bicicleta em atitude suspeita.

Foi quando abordaram a dupla para revista de rotina, sendo identificados pelas iniciais J.K.L.V., de 18 anos, juntamente com A.O.L., de 19 anos. Demonstrando nervosismo, ambos não conseguiam entrar em sincronia e dizer o que estavam fazendo naquele local.

Foi quando revistaram o primeiro, sendo encontrado o motivo do nervosismo, pois portava um revólver calibre .38 municiado e de imediato foi imobilizado e algemado. Já o segundo, nada havia consigo além de objetos pessoais e um bilhete, passando informações de como deveriam agir para ‘eliminar’ faccionados rivais no Bairro Leonardo Barbosa.

A dupla foi encaminhada para a delegacia, foi levantando que ambos respondem por tentativa de homicídio e que um seria ‘comandante’ de facção na fronteira. Os dois foram apresentados e realizado o boletim de ocorrência (B.O.) e disponibilizados à equipe plantonista.

Após serem ouvido pelo delegado plantonista, seriam encaminhados ao judiciários local para os procedimentos de praxe sobre o caso.

%d blogueiros gostam disto: