Sem inseticida para combater o mosquito da Dengue, Sena Madureira tem mais um surto da doença

A própria secretaria Municipal de Saúde já admite estar prestes  um segundo surto de Dengue em Sena Madureira em menos de 23 meses.

No ano passado a cidade, localizada a 144 quilômetros de Rio Branco, registrou os maiores números de casos da doença no Estado do Acre.

Este ano, o período chuvoso, propicio para a proliferação do mosquito transmissor da dengue, ainda nem começou, de fato, e o índice de infestação residencial já é superior ao mesmo período do ano passado, segundo alerta emitido esta semana pela secretaria Municipal de saúde.

O secretario Daniel Herculano foi às rádios locais, nesta sexta feira, dizer que o município não tem inseticida para combater o mosquito e pediu à população que ela mesma trate de combater os possíveis criadouros do Aedes aegypti em suas casas, sob pena de ter que passar por um outro surto da doença este ano pior do que em 2018.

“O governo do Estado atrasou a compra do inseticida e não tem previsão de quando vamos receber o veneno para combater o mosquito da dengue. Por se tratar de um produto de venda controlada por lei, a prefeitura não tem autorização, legal, para fazer a compra direta do fornecedor”. explicou.

Daniel Herculano disse ainda que o número de casos da doença registrados nos postos de saúde locais já são bastante elevados para o período e confidenciou a situação de impotência do poder público municipal para evitar uma possível epidemia da doença.

“Nós temos bombas novas, temos carros equipados para borrifar e pessoas preparadas para o trabalho de prevenção. Mas, sem o inseticida, não temos muito o que fazer, a não ser alertar as pessoas para o risco da doença e pedir a ajuda delas nesse momento de dificuldade para a saúde pública do nosso município”, afirmou.

%d blogueiros gostam disto: