“Estou doido para comprar a vacina. Só falta um laboratório que queira vender”, diz Gladson

 

 

A Covid-19 não tem dado trégua e o governador Gladson Cameli (Progressistas) foi questionado sobre a situação das vacinas. Ele foi laconico: “Estou doido para comprar as vacinas. Só falta um laboratório que tenha para vender. A Assembleia Legislativa já aprovou, o governo federal liberou, então só falta um laboratório. Eles não precisam me entregar aqui. Eu mando buscar”, disse.

Gladson Cameli lamentou a politicagem que vem sendo feita no Brasil em relação a pandemia. “É uma politicagem muito grande, mas estou preocupado em comprar essa vacina, porque tem muita gente morrendo”, disse

O governador Gladson Cameli (Progressistas) está em Sena Madureira na tarde desta quinta-feira, 11, lançando a Operação Apoio. Está na rádio Difusora, concedendo entrevista ao radialista Ednaldo Gomes, a quem acabou de falar que fará de tudo para repetir a saga de seu tio, o falecido ex-governador Orleir Cameli, que em 1997 cuidou do município após cheia parecida com a desse ano. “Vou fazer de tudo”, garantiu. Ele está acompanhado da primeira-dama, Ana Paula Cameli.

O governador está fazendo essa agenda desde o início da semana, levando recursos para os municípios atingidos por fenômenos naturais recentemente. Em Sena Madureira vai ficar R$ 250 mil, mas esse valor, segundo ele, é nada diante daquilo que vem a ser investido no município.

Além da verba para as operações de limpeza, o governador está trazendo sacolão para ajudar mais imediatamente as famílias. Cameli não quis falar sobre intrigas políticas, puxadas pelo prefeito da cidade, Mazinho Serafim (MDB), que decidiu ser oposição ao governador. “Tenho tanta coisa com o que me preocupar, com gente morrendo, com ruas alagadas. Não quero saber de política”, diz.

 

 

%d blogueiros gostam disto: