Estado entrega relatório de sindicância de crianças vítimas de síndrome respiratória no Acre

Na tarde desta quinta-feira, 21, o Estado do Acre entregou ao Ministério Público do Acre (MPAC) o relatório da sindicância da situação que envolve as crianças que vieram a óbito, vítimas de síndrome respiratória, no sistema público de Saúde no estado.

O secretário da Casa Civil, Jonathan Donadoni; a titular da saúde, Paula Mariano; e Marcos Motta, procurador-geral do Estado (PGE), reuniram-se com Ocimar Sales, procurador da Saúde do Ministério Público (MP) e Francisco Guedes, procurador de Justiça, representando a Procuradoria-Geral do MP.

“O MP tem um procedimento interno aberto para investigar essa questão. Vamos observar o relatório, e tudo o que foi apurado pode vir a ter repercussões nas esferas penal, cível e administrativa”, afirmou Francisco Guedes.

Jonathan Donadoni explicou que o processo transcorre em sigilo. “Estamos fazendo os encaminhamentos ao MP e aos órgãos de classe que receberão cópia do documento, para adotar eventuais providências”, contou.

A sindicância é importante para o esclarecimento do caso, pois envolve uma investigação administrativa sobre a real situação envolvendo os óbitos.

“Em cada esfera serão adotadas as medidas cabíveis, e o Estado vai continuar no prosseguimento para tomar as providências no âmbito administrativo, seja disciplinar ou dentro da própria Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre)”, frisou Marcos Motta.

%d blogueiros gostam disto: