Primos são presos suspeitos de estuprar adolescente de 15 anos

Primos estariam abusando de menor há dois anos na cidade do Bujari, interior do Acre — Foto: Arquivo/Polícia Civil

Primos estariam abusando de menor há dois anos na cidade do Bujari, interior do Acre — Foto: Arquivo/Polícia Civil

Dois primos foram presos pela Polícia Civil suspeitos de estuprar, há dois anos, uma adolescente de 15 anos. O crime foi denunciado na cidade do Bujari, interior do Acre, e a polícia pediu a prisão dos suspeitos à Justiça. Os mandados judiciais foram cumpridos na tarde dessa terça-feira (1º).

A dupla negou os crimes na delegacia. A polícia ficou sabendo dos abusos após receber uma denúncia anônima no fim do mês de janeiro e iniciou as investigações.

A vítima foi chamada para comparecer à delegacia da cidade e contou como os abusos aconteciam. O delegado responsável pelo caso, Bruno Coelho, contou que a vítima sofria violência sexual dos dois suspeitos.

“Eles não são parentes dela, conhecem a família, mas não moram próximo, só frequentavam a casa da vítima. Uma pessoa ouviu falar, creio que a menina deve ter comentado, passou a informação e intimamos a menina para ouvir. Ela confirmou, identificamos eles e representamos pela prisão”, explicou o delegado.

Ameaças

Ainda segundo Coelho, a adolescente relatou que os abusos aconteciam desde que ela tinha 13 anos e que nunca contou nada porque era ameaçada de morte. Os criminosos também ameaçavam matar os pais dela.

“Era sempre regado a ameaças, graves ameaças. Ela fez os exames, que constataram que tiveram os abusos. Toda vítima de estupro no Bujari é encaminhada para a assistência social, para o Cras e tem acompanhamento médico e psicológico. Esse atendimento é para a vítima e os familiares”, destacou.

O delegado acrescentou que a menina era violentada quando estava sozinha em casa. “A mãe saía para trabalhar, ela estava sozinha e eles iam para lá. Pela proximidade que tinham com família aproveitavam o livre acesso à casa. Os dois negaram”, concluiu.

%d blogueiros gostam disto: