Velasquez desiste de ser Comandante do Corpo de Bombeiro; Batista aceita cargo

 

Por Marcos Venicios - Ac24horas

O Tenente-Coronel Antônio Marcos Silva Velasquez, do Corpo de Bombeiros do Acre, emitiu uma nota explicativa na noite desta quinta-feira, 3, informando que abrirá mão da nomeação feita pelo governador Gladson Cameli (Progressistas) e seu vice, Major Rocha (PSDB) para Comando o Corporação.

“Agradeço a confiança do Governador e vice empossados, Gladson Cameli e Major Wherles Rocha, que anunciaram a minha nomeação futura ao mais alto posto do Corpo de Bombeiros Militar do Acre”, explicou Velasquez.

O tenente-coronel esclareceu que nesse início de gestão do Corpo de Bombeiros continuará sendo comandado pelo Coronel BM Carlos Batista da Costa [FOTO], re-convocado e reconduzido ao cargo, até que sejam implementadas algumas adequações à legislação castrense visando inibir quaisquer dúvidas ou polêmicas ao Governo Recém-Empossado.

O Tenente-Coronel Antônio Marcos Silva Velasquez, do Corpo de Bombeiros do Acre, emitiu uma nota explicativa na noite desta quinta-feira, 3, informando que abrirá mão da nomeação feita pelo governador Gladson Cameli (Progressistas) e seu vice, Major Rocha (PSDB) para Comando o Corporação.

“Agradeço a confiança do Governador e vice empossados, Gladson Cameli e Major Wherles Rocha, que anunciaram a minha nomeação futura ao mais alto posto do Corpo de Bombeiros Militar do Acre”, explicou Velasquez.

O tenente-coronel esclareceu que nesse início de gestão do Corpo de Bombeiros continuará sendo comandado pelo Coronel BM Carlos Batista da Costa [FOTO], re-convocado e reconduzido ao cargo, até que sejam implementadas algumas adequações à legislação castrense visando inibir quaisquer dúvidas ou polêmicas ao Governo Recém-Empossado.

“Destaque-se que o novo governo tem o direito legítimo de governar com os seus. Para isso venceu incontestavelmente nas urnas pelo voto popular em primeiro turno. A política exige escolhas, não se pode agradar todos. Reitero a gratidão e o orgulho pela honraria que me será concedida pelo Governador e seu vice, Oficial Militar Estadual do Acre”, finalizou Velasquez.

Conforme a Lei Complementar 164/06, o Estatuto dos Militares, os comandos da Polícia Militar e dos Bombeiros só pode ser ocupado por coronéis.

Para poder comandar os bombeiros acreanos, Velasquez teria que ser promovido, por Gladson Cameli, a um posto, saindo de tenente-Coronel para coronel. O oficial foi indicado para ser o novo comandante da instituição pelo vice-governador, Major Rocha (PSDB).

%d blogueiros gostam disto: